PRACIÊNCIA

Porque ninguém nasce de bigode…

Brasil participa de encontro pelo do desenvolvimento científico africano.

Em meio a tantos rolezinhos e Kaiques, pelo menos uma boa notícia: apesar do caminho ainda ser longo para o desenvolvimento científico do nosso país, o Brasil e os cientistas brasileiros têm participado de encontros e Workshops para auxiliar países em desenvolvimento a adotarem políticas mais permissíveis para a construção de um futuro melhor para a ciência.

Foi o caso do Workshop “Building African Capacity on Cell Biology and Regenerative Medicine”, realizado no mês de novembro de 2013 em Nairobi, Quênia. A idéia do encontro surgiu em uma conferência anterior organizada pela TWAS, a Academia Mundial de Ciências, onde ficou selado um acordo entre Brasil, China, Índia e África que visava a construção de uma iniciativa em prol do desenvolvimento científico da pesquisa com células tronco nos países africanos, ainda carentes de tais recursos.

A partir deste acordo, a Academia Africana de Ciências (AAS) deu o pontapé inicial convidando pesquisadores dos países comprometidos com o acordo feito na reunião da TWAS. Durante três dias de cursos e palestras enriquecedoras, tanto os pesquisadores brasileiros como os demais presentes, expuseram suas experiências e habilidades no estudo de células tronco para um público ávido por novas informações. As organizações envolvidas no encontro já se disponibilizaram para viabilizar novas saídas para a implementação da pesquisa com células tronco em países africanos como Quênia, Tanzânia, Uganda e Nigéria. Além da troca de informações, a AAS vai viabilizar visitas de curto termo de jovens cientistas africanos aos países “mentores”, aumentando a experiência dos 50 inscritos que participaram do encontro.

E este humilde narrador que vos fala teve a oportunidade de participar deste encontro para auxiliar na transmissão dos conhecimentos nessa área tão importante da ciência atual. A experiência de viver duas semanas muito perto da realidade social e acadêmica da África foi extremamente marcante e enriquecedora em diversos aspectos. Trabalhar na África, além de ter um significado pessoal, me expôs a muitos questionamentos de como deveríamos realizar nossas parcerias científicas. Os pesquisadores africanos com quem eu pude ter contato neste Workshop, apesar de serem de países muito pobres (realidades não muito longe de alguns lugares aqui mesmo no Brasil), demonstraram uma maturidade de argumentação que, num primeiro momento, chegou a me assustar. Passado este choque inicial e positivo, percebi que ainda alimentamos certo preconceito quanto aos benefícios que colaborações com países menos desenvolvidos podem trazer para nossa experiência. Atualmente, o intercâmbio de pesquisadores brasileiros é completamente voltado para o eixo Norte por motivos óbvios. Países como EUA e os da Europa Central possuem tecnologias de ponta que permitem o aprendizado de jovens pesquisadores brasileiros que têm a oportunidade de se formar nestas escolas respeitadas. Mas não devemos descartar a idéia de parcerias científicas com o eixo Sul que, apesar de não ser tão enriquecedora no aspecto financeiro, traz para nosso país um aspecto importante que corre o risco de ser perdido com a mercantilização da ciência: a passagem de conhecimento e informação.

Pesquisadores representantes das delegações do Brasil, Índia, China e África.

Pesquisadores representantes das delegações do Brasil, Índia, China e África.

Anúncios

Sobre Luiz Gustavo Dubois

Ph.D. em Cérebro, Cognição e Comportamento pela Universidade Paris VI. Estuda metabolismo de células-tronco tumorais e contabiliza como único representante do gênero XY por aqui: a cereja desse bolo.

Comentários dos Pracientistas

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 2 de fevereiro de 2014 por em Fique por dentro, Praciência e marcado , , , .